terça-feira, fevereiro 08, 2011

Good, Good, Good, Good Vibrations!

Ontem escrevi um post pífio, mas convenhamos, nem sempre conseguimos transcrever nossas emoções. Ainda mais depois de um domingo em que eu vi o Belfort tomar um tiro de meta na cara, o Palmeiras perder e a seleção Sub-20 perder da Argentina, ou seja, torci como sempre, perdi como nunca.
E ontem mesmo decidi que não iria ficar reclamando das coisas. Até porque, não me lembro de ter conseguido as coisas por reclamação. Tudo o que eu consegui, e que realmente importa em minha vida, consegui com alegria, empenho e "Good Vibrations". E o que importa em minha vida? Meu carro, meus bens materiais, meu emprego?(HA, HA, HA! desculpa, não deu pra segurar.)
Na verdade, o que realmente importa pra mim são as coisas mais simples da vida. Acordar e ver meus pais vendo o jornal, mesmo que eu sempre esteja atrasado pra ver uma simples notícia com eles. A alegria da minha irmã e meu cunhado na casa nova. Meus primos pequenos se divertindo quando eu brinco com eles. Meu cachorro completamente sem noção riscando toda a porta do meu carro tentando entrar pra fazer festa comigo. Jogar videogame com meus amigos até a barriga doer de tanto rir quando o Robson dá um carrinho no cara do próprio time pra pegar a bola, ou o Israel mete um voleio do meio de campo. Da confiança do Xuxa em me contar coisas importantes da vida dele. Ou de quando a Déia me manda email me chamando de mestre, meses depois de eu ter ensinado as coisas pra ela no trabalho. Aliás, ela já está em outra empresa, mas não esquece da minha forcinha.
Os gatos da Sandra, e agora meus e a Peggy fazendo festa quando eu chego, e indo falar tchau pra mim quando eu me vou, me faz muito bem. E quando eu acordo com a minha mulher, e a vejo me olhando logo cedo, isso pra mim é imbatível. 
Saber que sou importante para um seleto grupo pessoas, que são muito importantes pra mim, é o que conta. Rever meus amigos semana passada, relembrar coisas da nossa juventude, que era tão feliz, e que apesar de muito tempo ter passado, aqueles anos de imaturidade, serviram de base pra um amor fraternal.
Hoje algumas mudanças começaram em minha vida, pra melhor. Farei tudo como sempre fiz, com o coração. Se der errado, continuo tentando, pois na verdade, as coisas que me movem, estarão sempre comigo: meus pais, minha irmã, meus bichos, minha mulher, meus amigos...
Good Vibrations a todos!!!

2 comentários:

Borbbolletta disse...

'E ontem mesmo decidi que não iria ficar reclamando das coisas. Até porque, não me lembro de ter conseguido as coisas por reclamação.'

E com essas palavras e essa nova postura está selado o início de uma nova era!

I'm with you. E como diria a famosíssima Dona Altair: AAAAMÉM!

Israel disse...

Ta aí um excelente Post. Me fez pensar em mudar alguns conceitos. Acho que se pensarmos mais desse jeito as chances serão melhores para todos...

Nota: Foi pensando positivo que eu dei aquele voleio - pena não ter entrado.... mas continuo tentando \o/.