sábado, julho 23, 2011

Vergonha alheia? Não. Vergonha própria.








Ultimamente, ando trabalhando tanto que mal tenho tempo para fazer outras coisas que eu gosto de fazer durante a semana, como jogar Fifa, ler um bom livro, ver um filme e até mesmo ver um futebol na TV. Quarta feira foi o dia que saí mais cedo, 21h. No mais, sempre depois das 23h. Mal fiquei com meu pai, que esta semana estava em casa. Só vimos jogo do Palmeiras, que só valeu a pena pelas confusões que o Kléber arrumou. 
Ontem cheguei mais cedo e deixei o carro mais perto do que o habitual. Pudera, cheguei uma hora mais cedo. Enfim, achei que seria uma sexta tranquila, sem a correria do restante da semana, mas...Acabei indo almoçar as 15h e saindo do trabalho as 22:30h. Com a San, o Pedro e a Ornella esperando, sai correndo pra chegar logo em casa. E quando cheguei ao lugar onde eu deixo o carro todos os dias: Cade ele?
Pânico, desespero, angústia, raiva, medo...tudo isso, somado ao cansaço físico e mental da semana resultaram em uma atitude drástica: me sentei na calçada e chorei liguei pro meu pai, que é mais calmo do que eu. 
Ele, já com voz de sono, tentava me tranquilizar e encontrar uma solução rápida para o meu problema. Pior, ele ja estava em Porto Feliz, e teria que resolver tudo a distancia. "Liga pra Sandra, avisa ela. Depois, liga pra sua mãe, pro Rafa, sei lá, pra alguem que possa te levar na delegacia pra fazer o B.O."
Eu, resignado, ja estava me despedindo do meu pai quando vi a banca de jornal, a mesma que vi pela manhã quando...quando...deixei o carro mais perto do que o habitual, por ter chegado uma hora mais cedo.
E lá estava ele, parado, onde eu o deixei pela manhã, intacto. E meu pai do outro lado da linha "Que foi? Porque voce parou de falar?" "Pai...achei o carro" morto de vergonha
Eu estava prestes a fazer um B.O. Se eu to com vergonha agora, imagina se a polícia acha meu carro na rua de baixo de onde eu deixo todo santo dia?
Por isso que não dá certo chegar cedo no trabalho!!


Nenhum comentário: