terça-feira, dezembro 31, 2013

Esse dia foi loko...

Eu gosto de fazer aniversário, mesmo nunca tendo uma grande festa. Não é fácil fazer aniversário em 27 de dezembro. Em 2012, ao completar 33 anos, tive o aniversário mais triste de todos. Comecei mal, longe de casa, longe da tradição de ser abraçado por minha família logo a meia-noite. A sequência do dia foi lamentável, culminando em um final vergonhoso. Comecei este ciclo com o desânimo do tamanho do mundo, sem esperança, sem fé e com uma sensação de solidão que não cabia em mim.
Mas nada como um ano após o outro. Nesse ano, um dia antes do meu aniversário, fui até a casa dos meus pais. Um sol lindo, uma viagem deliciosa ao lado da minha Pretinha. Comigo, além dela, meus pais, minha irmã e meu cunhado, meus sobrinhos, tios e primos.
Como se tudo isso não bastasse, depois de muito tempo, tive uma festa com direito a um bolo delicioso feito pela minha Preta, com bexigas, carrinhos, chapeuzinhos, língua de sogra e o carinho de todas as pessoas que amo e que estavam perto ou longe de mim, fisicamente.
O tempo é mesmo o senhor da vida, ajeita, acalma, alenta, ajuda, claro, se você não ficar parado, esperando o tempo passar.
O ciclo dos meus 33 anos ficará marcado para sempre, como o de maior aprendizado, porém, não via a hora dele terminar. Há muito tempo, tive um sonho onde uma mulher me dizia que eu iria morrer aos 33 anos. Tá, foi só um sonho, mas quando soprei as velinhas, uma voz dentro de mim disse "chupa", pra essa mulher. Fazer o que?
Ainda espero fazer muitos aniversários e espero que os próximos sejam ainda mais especiais, divertidos, ao lado de pessoas que realmente façam questão de estar comigo e me ver feliz. 
Mas, independente do que aconteça nos próximos, o dia em que eu completei 34 anos será inesquecível.
Esse dia foi loko...





Nenhum comentário: