domingo, abril 06, 2014

Aproveite enquanto dá





Foi uma semana esquisita. Assombrada. Desde semana passada, com notícia do assassinato do Daniel, meu ex-colega de Groupon, comecei a pensar sobre a vida, a morte. Os dias passaram, o Tio Fábio se foi, o Fant se foi e o José Wilker também. De repente. 
É incrível esse negócio de você estar com uma pessoa em um dia e no outro ela não estar mais aqui. Acho que Deus poderia inventar uma forma mais fácil de encararmos isso. Quem vai, poderia dar uma volta olímpica, uma despedida, uma última viagem, não sei. 
Quando alguém morre assim, de repente, eu penso muito no que estou fazendo com a minha vida. Se eu estou fazendo tudo o que podia, se eu estou valorizando esse tempo que tenho aqui. Eu tenho uma definição de vida. Acho que ela é o espaço que temos entre o nascimento e a morte para encontrarmos a felicidade. Viver bem, amar muito, estar com as pessoas que fazem questão de estar comigo, ser produtivo e realizar os poucos sonhos que tenho. Só isso que eu quero. Mas acho que é o que todo mundo quer.
Enquanto vou tentando chegar lá, vou aprendendo muito, amadurecendo, gostando mais de mim, ao ponto de me achar um cara legal. Nada mal pra quem, há pouco tempo atrás, se considerava "um péssimo ser humano". 
As coisas mudam...
Bom, eu adoraria ficar aqui escrevendo minhas teorias sobre a vida e a morte, mas hoje é domingo, o sol tá lindo e tem gente me esperando pra almoçar. Vou nessa
E que a semana seja mais leve. 

Vamos aproveitar essa chance única que temos de fazer história, de espalhar a felicidade para o mundo mesmo antes dela chegar até nós.

Essa eu vi no biscoito chinês que comi ontem. 




Nenhum comentário: