quarta-feira, julho 30, 2014

Legado







"Eu gostaria que as pessoas olhassem para uma foto minha e rissem. Contassem algumas histórias e algumas mentiras sobre mim; 'Eu estava lá quando ele...' Qualquer coisa para trazer alegria É assim que eu gostaria de ser lembrado" Richard Pryor





Em uma dessas várias madrugadas em que o sono foi perambular por aí, assisti um documentário sobre - na minha opinião - o maior gênio da comédia em todos os tempos. Pryor disse a frase acima quando perguntado como gostaria de ser lembrado. Curiosamente, durante o dia, ex-colegas de trabalho amigos me disseram o quanto sentiam minha falta, como pessoa e profissional, o quanto eu era lembrado naquele escritório na Avenida Paulista. 
Agora há pouco, fui jantar com a Carla e o André e falamos disso. Dos amigos que deixamos para trás, dos que nos deixaram para trás, de como éramos uma galera tão unida, e hoje somos apenas 3. Como eles serão lembrados? Por quem?
Engraçado pensar em como você gostaria de ser lembrado. Encontrar essa resposta pode definir muita coisa sobre como levar a vida deste ponto em diante. As atitudes que você toma, as experiências que o definem, as pessoas com quem você se relaciona e o quanto você se torna especial para elas, ou, vai saber, deixa de ser.
A gente faz muita besteira no decorrer da vida. Magoamos pessoas, somos arrogantes, nos deixamos cegar pela ganância e, quanto mais tempo você demorar para perceber o imbecil que você está se tornando, maior a chance de você ser lembrado como um imbecil, ou, ser esquecido.

E você, como quer ser lembrado?


Nenhum comentário: